ASSOCIAÇÃO DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DO
 SISTEMA PETROBRAS NO CEARÁ
                 TEL (85) 3224-6134 | 3264-4605 | aaspece@aaspece.com.br
  • 01
  • 002
  • 003

Equacionamento do déficit de 2019 começará a ser cobrado AMS


A partir do mês de julho, a AMS Petrobras começa a cobrar dos seus beneficiários parcelas extras para restabelecer a relação de custeio 70 x 30 dos gastos com a saúde, que não foi alcançada no ano de 2019. O processo de recomposição do déficit está previsto na cláusula 30 do Acordo Coletivo de Trabalho e no regulamento da AMS.

A companhia apura anualmente a necessidade de efetuar a compensação de valores, apresentando e propondo os ajustes mediante entendimentos com as entidades sindicais na Comissão da AMS.

A Petrobras realizou rodadas de reuniões com os sindicatos e apresentou propostas, sempre avançando no sentido de contemplar os pleitos apresentados pelas entidades sindicais. Um dos pleitos atendidos pela Companhia foi o de aumentar o parcelamento da cobrança, dobrando o número de parcelas. O entendimento foi firmado com a maioria dos sindicatos.

Assim, os beneficiários da AMS terão descontadas contribuições mensais adicionais nos meses de julho a dezembro de 2020 (seis parcelas), de acordo com a faixa salarial e faixa etária do beneficiário. Veja os valores na tabela abaixo:

3cc

Consulte o Relatório Anual de 2019 para conhecer os resultados da AMS
Saiba mais sobre o processo de equacionamento do défict

Encontre todas as informações no Portal da AMS.

Atenciosamente,
AMS Petrobras

Compartilhe

associese1

link1

link2

link3

petros

medicos afiliaodos